12.6.07

Menu conquista

Que tal este cardápio?

Entrada: sopa de butternut squash e maçã com blue cheese
Prato principal: quiche de siri com salada (mixed greens, endívia, pêra, nozes, vinagrette de raspberry)
Sobremesa: pêssego e blackberry com calda de vinho e manjericão

Gostou? Veio da mente maligna de um homem que sabe muito bem o valor de um bom jantar cheio de cuidados para conquistar sua preferida. Ele mandou para este blog os detalhes do prato principal, caminho direto pro coração, via estômago, da amada. "Receita de uma revista que eu peguei na casa de mainha. Fica uma delícia mesmo, as nêga pira."

Inspire-se e corra para o supermercado, que ainda dá tempo. Um ótimo Dia dos Namorados para vocês. E seu Siriguejo que se cuide!

Quiche de siri
Massa:
- 350 gramas de farinha de trigo
- 150 gramas de manteiga
- 3 gemas
- 60 gramas de açúcar
- Sal
Recheio:
- 1 cebola picada
- 1 pimentão picado
- 1 colher de sopa de azeite de dendê
- 400 gramas de carne de siri
- 250 ml de leite de coco
- 250 gramas de queijo tipo minas frescal
- 5 ovos
- Azeite de oliva
- Sal e pimenta

Massa: coloque a farinha numa superfície lisa e faça um furo no meio. Junte a manteiga e mexa com os dedos, misturando até ficar uma massa esfarelada (PS: atenção que o autor dá uma ótima dica nos comentários!). Adicione as gemas, o açúcar e o sal e misture até a massa ficar homogênea. Faça uma bola, enrole em um filme plástico e deixe na geladeira por uma hora.

Recheio: leve ao fogo uma panela com azeite de oliva e refogue a cebola e o pimentão. Acrescente o azeite de dendê, a carne de siri e refogue bem. Junte o leite de coco e tempere com sal e pimenta. Deixe engrossar um pouco, junte o queijo minas, mexa um pouco, retire do fogo e deixe esfriar. A parte, numa tigela, bata bem os ovos e misture ao recheio frio.

Abra a massa com um cilindro (rolo de fazer pizza serve), forre uma forma do tamanho que você quiser (a receita sugere fazer vários pequenos, eu faço um só grande) e distribua o recheio. Leve ao forno preaquecido a 160 graus (forno médio) por 30 a 40 minutos.

2 comentários:

Maligno disse...

Olha só como a gênese de tantos problemas está nas diferenças de inferências que homens e mulheres fazem sobre certas coisas. Você menciona a “preferida”, com precisão, em uma frase. Mas já na próxima “preferida” se tornou “amada”, enquanto que na minha cabeça a conexão continuava a ser preferida = desejada = alvo. Quanta dor de cabeça esta assincronia e assimetria de correlações já me causou? 

Enfim, olha tem uma parte desta receita que é traiçoeira (errei 2 vezes, até que mainha explicou). Não jogue a manteiga derretida sobre a farinha. O melhor é derreter a manteiga em um recipiente grande, e ir jogando a farinha aos poucos sobre ela, enquanto você faz a massa com as mãos, até que dê o tal ponto de esfarelamento que a receita pede.

A simplicista... disse...

Seu Maligno, a diferença de inferência está nos seus olhos. Amada pode ser pra vida inteira, pode ser pra noite inteira. Assim como preferida. Não há pegadinha semântica aí, viu?
;)