16.1.08

Masih ada makanan?

Por essas coisas da vida, acabei aportando em Bali no fim do ano passado. Veja bem, a trabalho, muito trabalho.

É sério.

Não consegui explorar propriamente bem a cozinha local. Mas digo uma coisa: em duas semanas voltei três quilos mais magra. Tudo bem que andei pacas e não tinha tempo para comer direito sempre (juro). Só que os turistas não lotam a tal ilha-resort por causa de sua culinária excepcional e eu entendi por quê.

Nada de preconceito; gosto de provar o que cada país tem de melhor. Além disso, já me acostumei com a culinária apimentada asiática após um ano de intensivo com o namorido. Acontece que lá boa parte dos pratos são goreng (fritos), especialmente nasi goreng (arroz frito) e mie goreng (macarrão frito, na foto abaixo) e freqüentemente com um ceplok (ovo) em cima de tudo. E eu não gosto de fritura.

Depois de três dias disso, não dava mais para mim. Aí o que não era frito era ensopado, como o kare ou gulai (curry com leite de coco). Só que, com o calor dantesco pré-monções que fazia naquela terra (daquele tipo que os óculos embaçam ao sair da sala com ar-condicionado), eu tinha bons motivos para não exagerar.

Umas das exceções era o sate, ou satay (espeto), servido com nasi (arroz cozido) e, às vezes, um molho de amendoim importado de outro prato, o gado-gado – que, por sua vez, não tem nada a ver com bovinos, até porque os balineses seguem o hinduísmo; é apenas um prato com vegetais cozidos.


*****************************************

Pois olhando o livro “Prato do Dia 2”, da Tica Magalhães, eis que encontramos uma receita que junta as duas coisas. Olha, até que ficou razoavelmente perto do original, viu? Além de bem gostoso!

Sate ayam (espeto de frango)
- 400 gramas de filé de peito de ayam (frango)
- 1 xícara de kecap asin (molho de soja)
- 2 colheres de sopa de suco de jahe (gengibre)
- 1 colher de chá de óleo de gergelim ou de amendoim

Limpe o frango e corte em cubos. Misture os demais ingredientes e deixe marinar por uma hora. Coloque os frangos nos espetos (molhados, para não pegarem fogo) e leve para grelhar na chapa ou na frigideira com um pouco de óleo. Fizemos no grill do George Forman e deu supercerto.

Saus kacang (molho de amendoim)
- 3 paçocas ou 5 colheres de sopa de pasta de amendoim + uma mãozozona de amendoim
- 1 dente de bawang putih (alho) bem socadinho e espremido
- 1 colher de sopa de suco de gengibre
- 1 ou 2 colheres de sopa de molho de soja (prove no final)
- 3 colheres de sopa de água
- Um tanto de cabe merah (pimenta vermelha) bem picadinha: dedo-de-moça, malagueta ou outra que quiser

Torre ligeiramente os amendoins no forno, tire a pele e soque até virar pó. Misture e leve ao fogo baixo com os demais ingredientes até incorporar bem.

(A autora recomenda usar apenas as paçocas ou a pasta. Ficaria, contudo, com pouco gosto de amendoim e meio doce demais. Por isso os amendoins adicionais, que acabaram sendo metade da quantidade usada, foram essenciais para se chegar o mais perto possível do original.)

Selamat makan!
Bom apetite!

2 comentários:

Suzana disse...

Adoro frango com molho de soja e spicy. Yummy! Deve ficar delicioso!

Bj

A simplicista... disse...

Suzana, ficou ótimo! Não sobrou unzinho sequer para contar história!

bj